Total de visualizações de página

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Dilma vetará refinanciamento de dívidas dos clubes sem contrapartida, diz jornalista



Juca Kfouri afirma que presidenta não cederá a pressão de cartolas e dirigentes, e cumprirará promessa feita ao Bom Senso FC de não aceitar projeto.

 (lance.net)
 
O prazo para que a presidenta Dilma Rousseff sancione ou vete o artigo, transformado em Medida Provisória, que prevê o refinanciamento das dívidas dos clubes brasileiros em longos anos e sem contrapartida ao Governo termina nesta segunda-feira. E segundo informações do jornalista Juca Kfouri, publicada no blog dele, a presidenta contrariará políticos e cartolas, que fazem grande pressão pela aprovação do projeto.

De acordo com Juca, Dilma cumprirá o prometido aos membros do Bom Senso FC, antes das eleições presidenciais de outubro passado, e fará com o que a Lei da Responsabilidade Fiscal do Esporte volte à ordem do dia e em novo cenário, a partir de fevereiro, com a posse dos eleitos para o Congresso Nacional.

Uma das pressões maiores pela aprovação do projeto de autoria do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), conselheiro do Atlético-GO, que propõe o parcelamento sem nenhuma contrapartida ao Governo.

Em entrevista ao jornal "O Estado de S. Paulo", neste domingo, o futuro presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marco Polo Del Nero, que assumirá o cargo em abril, afirmou ser favorável ao projeto do deputado goiano. Segundo ele, a dívida dos clubes atualmente é quase impagável, e ainda impediria os dirigentes de planejar o futuro das instituições.

A Medida Provisória 656, que estabelece normas de isenção tributária e regulamenta medidas para estimular o crédito imobiliário, foi usada pelo deputado Jovair, para incluir um artigo que trata do refinanciamento dos débitos sem o chamado "fair play" financeiro.

Debatida no Congresso Nacional desde novembro de 2013, foi intitulado primeiramente como Proforte (Programa de Fortalecimento dos Esportes Olímpicos), com o Projeto de Lei 5201/13. O ex-presidente do Botafogo, Mauricio Assumpção, que deixou o clube afundado em uma crise financeira sem precedentes, era um dos principais cartolas a fazerem lobby pelo projeto, que, após meses de debates, recebeu um substitutivo (Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte - LRFE). Nesta época, a comissão especial na Câmara dos Deputados era presidida por Jovair Arantes.

A nova Lei de Responsabilidade Fiscal prevê o "fair play" financeiro como condição para que os clubes possam renegociar suas dívidas antigas. Uma das contrapartidas seriam, por exemplo, o rebaixamento de clubes que não apresentarem Certidões Negativas de Débitos (CNDs).Esta seria uma medida para que dirigentes façam novas dívidas nos clubes sem que haja nenhuma punição por isto.

O Bom Senso FC, movimento fundado por jogadores e ex-jogadores de clubes brasileiros, em 2013, com com intuito de buscar melhorias para a categoria, assim como para o futebol brasileiro em geral, tem sido um contante opositor da aprovação do projeto sem quaisquer contrapartida. Isso tem gerado muitas críticas de dirigentes e políticos da chamada "bancada da bola" no Congresso|".

Botafogo espera Pimentinha





 (Diego Chavez)
 
O técnico René Simões vive a expectativa de ganhar mais dois reforços: os meias-atacantes Tomás e Pimentinha. Eles são aguardados em Várzea das Moças, Niterói, para a pré-temporada do Botafogo.

O primeiro já está fechado com o Glorioso e o próprio técnico René Simões já o elogiou em entrevista coletiva.

Por sua vez, a negociação de Pimentinha depende do retorno do presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, ao Brasil. Ele passa férias no Chile e chegará ao país para finalizar os últimos detalhes da transferência, que será por empréstimo até o fim da temporada.

O Botafogo só arcará com os salários de Pimentinha e não pagará nada pelo empréstimo, já que o clube maranhense considera o Alvinegro uma ótima vitrine para o jogador – que tem os direitos econômicos divididos entre Sampaio e São Caetano.

Com eles, o Botafogo chega a 13 reforços para 2015, até agora.

Além de Cícero, Flamengo quer levar Wálter, do Fluminense





 (panoramatricolor.com)
 
O Flamengo realmente parece disposto a aproveitar a delicada situação financeira do Fluminense para enfraquecer seu rival. Além de Cícero, o atacante Walter é outro que despertou interesse do clube rubronegro. A negociação, porém, não é das mais fáceis, já que o Mengo precisa esperar o Tricolor definir o futuro do jogador.

"Aé agora não estou sabendo de nada, apenas por vocês (jornalistas). Meu foco é fazer um bom trabalho no Fluminense e o resto deixo com meu empresário", despistou Walter, que manifestou o interesse em continuar no Fluminense.

Walter pertence ao Porto-POR e está emprestado ao Fluminense até dezembro de 2015, mas existe a possibilidade dele deixar o clube antes dessa data. Os direitos de imagem do atacante são pagos pela Unimed, que no fim do ano passado encerrou a parceria que tinha com o Tricolor, e estão atrasados em dois meses. Além disso, o Flu precisa quitar uma dívida que tem com os portugueses.

No início de 2014, o Fluminense acertou o empréstimo do atacante e, no contrato, ficou de comprar 25% de seus direitos econômicos, que giraria em torno de R$ 6 milhões. O prazo inicial era até 31 de dezembro, mas o Tricolor ainda não depositou a quantia na conta do Porto. O clube português ainda aguarda uma definição por parte dos cariocas.

Caso não permaneça nas Laranjeiras devido aos problemas financeiros que o Fluminense vem passando, Walter deve ser procurado pela diretoria do Flamengo, que aposta no bom relacionamento do diretor de futebol Rodrigo Caetano com o presidente da Unimed, Celso Barros. Essa é a aposta também para que o Mengo consiga tirar Cícero do rival.

Revelado nas categorias do Internacional, Walter foi comprado pelo Porto-POR em 2010. Defendeu o Cruzeiro por empréstimo até se destacar com a camisa do Goiás entre 2012 e 2013, despertando o interesse do Fluminense. No ano passado, ficou a maior parte do tempo na reserva de Fred, mas conseguiu ter boas exibições quando entrou em campo. Ao todo, foram 40 partidas e nove gols.

Apesar da boa qualidade técnica, Walter ainda é questionado por conta de sua forma física. Visivelmente gordo, o atacante participou do Torneio da Flórida e marcou um gol, na derrota do Fluminense para o Colônia, por 3 a 2.

Enquanto o futuro de Walter ainda é uma incógnita, o de Cícero parece cada vez mais próximo da Gávea. A diretoria do Flamengo se mostra confiante em um acerto com o meia, que também tem seus salários - cerca de R$ 400 mil - pagos pela Unimed. O Fluminense não colocaria empecilhos caso receba uma proposta, pois dificilmente conseguiria arcar com os vencimentos do jogador.
De: O Imparcial

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Gremistas depõem após acusação de injúria racial ao goleiro Aranha

PORTO ALEGRE - Torcedores do Grêmio foram à 4ª Delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre nesta terça-feira para prestar depoimento sobre as acusações de racismo e injúria racial ao goleiro Aranha, do Santos.
O primeiro a sair do DP foi Rodrigo Rytcher, que deixou o local negando os crimes: “Não tive nenhuma participação”, disse o torcedor à RBS. Rytcher ainda deu a sua opinião sobre o caso ao jogador: “Todo mundo sabe que é errado”.
Outro gremista a depor na delegacia foi o estudante Tiago Bulzing de Oliveira. Por uma rede social, o torcedor, também, negou a participação no episódio, alegando inclusive que permaneceu durante toda a partida em outro setor da Arena.
“Estava em outro setor do estádio, no 4º andar, onde fico em todos os jogos com meu irmão, e isso já foi esclarecido na delegacia. Buscarei meus direitos, e ver o que posso fazer com relação a processos. Lamentável”, disse o torcedor ao lado de uma imagem no setor indicado do estádio.
Patrícia Moreira é aguardada na tarde desta terça-feira na delegacia. Na segunda, o então advogado da torcedora que foi filmada gritando ‘"macaco" ao goleiro Aranha deixou o caso. A gremista já teve a casa apedrejada e sofreu retaliações nas redes sociais.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Cavalo de Aço vive dias de tormenta


0
IMPERATRIZ – O Sociedade Imperatriz de Desportos (SID), conhecido e pronunciado como Cavalo de Aço está vivendo dias de tormenta. A situação não está sendo disputada dentro de campo, mas, fora. O time tem uma dívida em torno de R$ 200 mil e alguns jogadores entraram na Justiça para cobrar dívidas atrasadas.
O time, que tem mais de cinco décadas, foi fundado em 1962 ,passou por mudanças em seu nome. Inicialmente chamava-se Sociedade Atlética Imperatriz, no ano de 2000 passou a ser Sociedade Imperatriz de Desportos (SID) e, depois disso, popularizou-se como Cavalo de Aço.
O presidente do SID, José Carneiro, conhecido como ’’Buzuca’’ explica que quando assumiu o time, neste ano, sabia de todas as pressões que iria viver nesta tormenta que o clube passa fora de campo, porém, nega que o time está em crise.
Devo, não nego
Segundo o presidente do clube, é difícil conseguir apoio com o time na inatividade, mas, no ano que vem a situação do Cavalo de Aço vai mudar. O time volta a campo, enquanto o presidente tenta fechar patrocínios para controlar a situação financeira do time.
"Nós estamos buscando parcerias para que no futuro o Cavalo de Aço tenha um patrimônio e possa sim ter o nome limpo na cidade e no Estado do Maranhão", afirma o presidente.
O atual presidente do clube, Buzuca relata que algumas dívidas do time ele desconhecia, por isso, pediu um levantamento minucioso para o ex-presidente do time, Edivaldo Cardoso, todavia pretende pagar a todos os credores do Cavalo de Aço.
’’Edivaldo foi um homem corajoso, fez até um time bom, mas infelizmente não teve apoio, e o que restou foram às dívidas. Mas, não posso ser crucificado por dívidas que foram feitas na gestão anterior’’, diz Buzuca.
O ex-presidente Edivaldo Cardoso, que comandou o clube de 2012 ao primeiro semestre deste ano, afirma que deixou o time com uma dívida de R$180 mil e saiu de sua gestão prejudicado.
Boatos sobre o futuro do time
O presidente do SID, José Carneiro, desmente todos os boatos veiculados na cidade afirmando que devido à dívida do time, o Cavalo de Aço poderá não disputar os campeonatos de 2015. Segundo ele, o torcedor pode se tranquilizar, pois o Cavalo de Aço vai estar em campo ano que vem.
Já o ex-presidente do Cavalo de Aço, Edivaldo Cardoso esclarece que prestou contas sobre o caixa do clube no ano de 2013, no qual a dívida estava em R$ 48 mil. E que ele e o atual presidente não estão brigados.
Casa do atleta
O presidente do clube, José Carneiro, está buscando o apoio dos empresários para que possa ser construída a “Casa do Atleta” em Imperatriz, no qual o time saia do aluguel das casas, e não volte a ter o transtorno que houve neste ano.
Edivaldo Cardoso explica que os jogadores que moravam aqui foram contratados por outros clubes e a “Casa do Atleta” foi criada para manter apenas oito jogadores, porém, devido a isso chegou a ter 15 jogadores de fora e tiveram que alugar outra casa.

, que tem mais de cinco décadas, foi fundado em 1962 ,passou por mudanças em seu nome. Inicialmente chamava-se Sociedade Atlética Imperatriz, no ano de 2000 passou a ser Sociedade Imperatriz de Desportos (SID) e, depois disso, popularizou-se como Cavalo de Aço.
O presidente do SID, José Carneiro, conhecido como ’’Buzuca’’ explica que quando assumiu o time, neste ano, sabia de todas as pressões que iria viver nesta tormenta que o clube passa fora de campo, porém, nega que o time está em crise.
Devo, não nego
Segundo o presidente do clube, é difícil conseguir apoio com o time na inatividade, mas, no ano que vem a situação do Cavalo de Aço vai mudar. O time volta a campo, enquanto o presidente tenta fechar patrocínios para controlar a situação financeira do time.
"Nós estamos buscando parcerias para que no futuro o Cavalo de Aço tenha um patrimônio e possa sim ter o nome limpo na cidade e no Estado do Maranhão", afirma o presidente.
O atual presidente do clube, Buzuca relata que algumas dívidas do time ele desconhecia, por isso, pediu um levantamento minucioso para o ex-presidente do time, Edivaldo Cardoso, todavia pretende pagar a todos os credores do Cavalo de Aço.
’’Edivaldo foi um homem corajoso, fez até um time bom, mas infelizmente não teve apoio, e o que restou foram às dívidas. Mas, não posso ser crucificado por dívidas que foram feitas na gestão anterior’’, diz Buzuca.
O ex-presidente Edivaldo Cardoso, que comandou o clube de 2012 ao primeiro semestre deste ano, afirma que deixou o time com uma dívida de R$180 mil e saiu de sua gestão prejudicado.
Boatos sobre o futuro do time
O presidente do SID, José Carneiro, desmente todos os boatos veiculados na cidade afirmando que devido à dívida do time, o Cavalo de Aço poderá não disputar os campeonatos de 2015. Segundo ele, o torcedor pode se tranquilizar, pois o Cavalo de Aço vai estar em campo ano que vem.
Já o ex-presidente do Cavalo de Aço, Edivaldo Cardoso esclarece que prestou contas sobre o caixa do clube no ano de 2013, no qual a dívida estava em R$ 48 mil. E que ele e o atual presidente não estão brigados.
Casa do atleta
O presidente do clube, José Carneiro, está buscando o apoio dos empresários para que possa ser construída a “Casa do Atleta” em Imperatriz, no qual o time saia do aluguel das casas, e não volte a ter o transtorno que houve neste ano.
Edivaldo Cardoso explica que os jogadores que moravam aqui foram contratados por outros clubes e a “Casa do Atleta” foi criada para manter apenas oito jogadores, porém, devido a isso chegou a ter 15 jogadores de fora e tiveram que alugar outra casa.

ESTADUAL SÉRIE B Sabiá dispara na liderança da Segundinha Maranhense





Biné Morais / O Estado
SÃO LUÍS – No último sábado (9), foi realizada a segunda rodada da fase de grupos do Campeonato Maranhense Série B, que conta com a participação de sete times e que premiará os dois finalistas com as vagas para a disputa na elite estadual em 2015. Enquanto o grupo A, que conta apenas com equipes de São Luís, conta com um equilíbrio total entre os participantes, o Sabiá disparou na liderança do grupo B, que conta apenas com equipes do interior maranhense.
Na rodada dupla disputada no Estádio Nhozinho Santos, as primeiras equipes a entrar em campo foram Babaçu e Boa Vontade. Após vencer na estreia, o ECBV precisava de um novo triunfo para encaminhar a classificação, mas foi surpreendido e acabou sendo derrotado por 2 a 1. Foi a primeira vitória do Babaçu na Segundinha.
No duelo seguinte, foi a vez de Expressinho e Americano medirem forças. Depois da derrota na estreia, o Expressinho mostrou evolução e conseguiu uma importante vitória por 2 a 0, que lhe colocou na liderança do grupo A, por ter saldo de gols superior ao de seus adversários.
Enquanto as equipes da capital se enfrentavam, o Sabiá tratou de ampliar a sua vantagem no grupo B e praticamente garantir a sua vaga nas semifinais. Atuandoem casa, no Estádio Duque de Caxias, o Sabiá não deu chances ao time da Itapecuruense e venceu por 4 a 1. Destaque do time caxiense, o atacante Ítalomarcou duas vezes e disparou na artilharia da Segundinha, com quatro gols marcados.
A terceira rodada do Campeonato Maranhense Série B será realizada na quarta-feira (13), com mais três partidas. Em nova rodada dupla no Nhozinho Santos, o Babaçu enfrentará o Expressinho, enquanto Boa Vontade e Americano fazem o segundo confronto. Os jogos terão início às 16h. No interior, Itapecuruense e Timon disputam a vice-liderança do grupo B.


Diretor de futebol afirma que o Moto fará amistosos durante o período sem jogos na Série D

O próximo jogo do Moto só será no dia 31 de agosto diante do mesmo River (PI), só que desta vez em casa. Isso se dá pelo fato do Papão ser o último a folgar no turno do grupo A2 e o primeiro do returno. Com isso serão duas rodadas sem o time maranhense em campo e exatamente três semanas sem jogos. Mas segundo o diretor de futebol do Moto, a equipe não treinará somente com coletivos.

"Vamos ter que fazer amistosos", declarou Dadá.

Segundo o mesmo, os amistosos terão um papel maior do que somente não deixar a equipe perder o ritmo.

"Vai servir também para ajustar algumas coisas no time", completou.

O Moto é o líder do grupo A2 com seis pontos, mas possui um jogo a mais do que toddos os outros quatro clubes. Somente dois avançam para a fase de mata-mata da Série D.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

CT MARAVILHA BI-CAMPEÃO SUB 17 DA COPA NORTE EM ARAGUAÍNA-TO


Por: Roberto Reis.
Uma conquista valorizada pela grande qualidade da equipe adversária na final, o JV Lideral de Imperatriz, a mesma equipe a qual perdemos a final em 2013 no estádio Mirandão, a decisão nos penalts confirmou o equilíbrio entre as duas equipes, e desta vez fomos felizes.
Mesmo com alguns garotos contundidos, os mesmos foram para o jogo e honraram a camisa do CT, garotos que nos orgulham imensamente, e representam nossa cidade e nosso estado com dignidade.
Tivemos dificuldade em montar o time, alguns atletas da nossa equipe não viajaram e desfalcou a nossa equipe, e mesmo assim acreditamos no grupo que viajou e se colocou a disposição do time.
O CT Maravilha foi reforçado pelos atletas Elias, Amilton, Ronald e Thaynan, além do atleta Amaral do sub 19, todos do MARÍLIA de Imperatriz/MA, nossos agradecimentos à esses qualificados atletas, dedicados, disciplinados e competentes, e à diretoria do Marília representada pelo amigo Manoel Bonfim e à comissão técnica representada pelo amigo Jacó.
Uma viagem com muitas dificuldades, contamos com ajuda financeira dos pais dos nossos atletas e ajuda de alguns comerciantes com alimentação, valorizando ainda mais essa conquista.
É uma imensa felicidade poder representar nosso município com amor e respeito que merece, jogamos com humildade e compromisso para a família CT Maravilha, para nossa cidade e para nosso estado.
O nosso time sub 19 foi até à semifinal, mas infelizmente não obtivemos a mesma felicidade do sub 17, mas merecem o nosso reconhecimento, não fizeram feio, e todos são campeões, somos um grupo unido, somos uma família que mesmo nos momentos de dificuldades, encontramos força para romper as barreiras e seguir em busca do sucesso.
Obrigado Senhor!
Nossos agradecimentos às mães Adirce e Conceição e a jovem Maria Alice que garantiram a alimentação e bem estar aos nossos atletas, à todos nossos guerreiros atletas e familiares, nossa diretoria, nossa comissão técnica, torcedores e colaboradores, às escolas estaduais por permitir que seus alunos atletas da nossa equipe viajassem para a competição, ao motorista da empresa Rápido Real Sr. Antônio, responsável e amigo, que já se tornou um torcedor fanático e Pé quente.
Agradecer o povo hospitaleiro de Araguaína pela receptividade, em especial funcionários (as) da Escola CAÍC, comissão organizadora e de Arbitragem da Copa Norte. Parabenizar as equipes participantes de diversos estados brasileiros, nem todas levam o troféu, mas saem campeãs na perseverança e na dedicação em oferecer oportunidades da prática do esporte e lazer a crianças, adolescentes e jovens.
Obrigado Senhor por mais esta conquista, iremos continuar oferecendo oportunidades para nossos garotos sentir alegria e felicidade, a inclusão social na formação do cidadão é o nosso objetivo. Formar Atleta Cidadãos!
Obrigado Senhor! Obrigado Senhor! Obrigado Senhor nosso Deus!

Taffarel e Mauro Silva compõem comissão técnica e aumentam geração de 1994 na Seleção !

Após a CBF oficializar o retorno de Dunga ao comando da seleção brasileira, novos nomes da nova comissão técnica foram divulgados  pelo próprio treinador e o coordenador-geral Gilmar Rinaldi. Ao que parece, o planejamento visando à Copa de 2018 tem o retrovisor virado para o tetra em 1994. Além dos próprios Dunga e Gilmar, outros dois ex-jogadores campeões do mundo nos Estados Unidos também voltarão a trabalhar com a equipe nacional.

Olheiro de Dunga na Copa da África do Sul em 2010, Taffarel será o novo preparador de goleiros - função que vinha exercendo no Galatasaray, da Turquia. Porém, a maior novidade foi a presença de Mauro Silva, que fez dupla de volantes com Dunga no tetra em 1994. No entanto, por enquanto, a sua presença ainda não é em definitivo. O ex-jogador foi convidado para trabalhar como assistente-técnico apenas nos dois próximos amistosos do Brasil, contra Colômbia e Equador, em setembro, nos Estados Unidos.

"Mauro Silva será um auxiliar-técnico pontual. Teremos alguns jogadores convidados para nos ajudar. E Mauro Silva foi o primeiro convidado para esses nossos primeiros jogos", afirmou Gilmar Rinaldi.

O restante da comissão técnica do Brasil será formado por Andrey Lopes, o Cebola, que trabalhou com Dunga no Internacional em 2013 e será o auxiliar técnico titular, além de Fábio Mahseredjian como preparador físico, substituindo Paulo Paixão. Rodrigo Lasmar, do Atlético-MG,foi o único remanescente e continua no departamento médico.

Veja a nova lista de profissionais da Seleção
Coordenador técnico - Gilmar Rinaldi
Técnico - Dunga
Assistente técnico - Andrey Lopes
Assistente técnico pontual - Mauro Silva
Preparador físico - Fabio Mahseredjian
Preparador de goleiros - Claudio Taffarel
Médico - Rodrigo Lasmar
Fisioterapeuta - Odir de Souza
Administrador - Guilherme Ribeiro
Assessor de comunicação e imprensa - Vinicius Rodrigues
Analista de desempenho tático - Fernando Lázaro Alves
Chefe de segurança - Moacyr Alcoforado
Massagista - Sergio Luís Oliveira
Roupeiro - Manuel Carvalho de Souza
Roupeiro - Waldecir Leandro do Nascimento