Total de visualizações de página

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Cavalo de Aço vive dias de tormenta


0
IMPERATRIZ – O Sociedade Imperatriz de Desportos (SID), conhecido e pronunciado como Cavalo de Aço está vivendo dias de tormenta. A situação não está sendo disputada dentro de campo, mas, fora. O time tem uma dívida em torno de R$ 200 mil e alguns jogadores entraram na Justiça para cobrar dívidas atrasadas.
O time, que tem mais de cinco décadas, foi fundado em 1962 ,passou por mudanças em seu nome. Inicialmente chamava-se Sociedade Atlética Imperatriz, no ano de 2000 passou a ser Sociedade Imperatriz de Desportos (SID) e, depois disso, popularizou-se como Cavalo de Aço.
O presidente do SID, José Carneiro, conhecido como ’’Buzuca’’ explica que quando assumiu o time, neste ano, sabia de todas as pressões que iria viver nesta tormenta que o clube passa fora de campo, porém, nega que o time está em crise.
Devo, não nego
Segundo o presidente do clube, é difícil conseguir apoio com o time na inatividade, mas, no ano que vem a situação do Cavalo de Aço vai mudar. O time volta a campo, enquanto o presidente tenta fechar patrocínios para controlar a situação financeira do time.
"Nós estamos buscando parcerias para que no futuro o Cavalo de Aço tenha um patrimônio e possa sim ter o nome limpo na cidade e no Estado do Maranhão", afirma o presidente.
O atual presidente do clube, Buzuca relata que algumas dívidas do time ele desconhecia, por isso, pediu um levantamento minucioso para o ex-presidente do time, Edivaldo Cardoso, todavia pretende pagar a todos os credores do Cavalo de Aço.
’’Edivaldo foi um homem corajoso, fez até um time bom, mas infelizmente não teve apoio, e o que restou foram às dívidas. Mas, não posso ser crucificado por dívidas que foram feitas na gestão anterior’’, diz Buzuca.
O ex-presidente Edivaldo Cardoso, que comandou o clube de 2012 ao primeiro semestre deste ano, afirma que deixou o time com uma dívida de R$180 mil e saiu de sua gestão prejudicado.
Boatos sobre o futuro do time
O presidente do SID, José Carneiro, desmente todos os boatos veiculados na cidade afirmando que devido à dívida do time, o Cavalo de Aço poderá não disputar os campeonatos de 2015. Segundo ele, o torcedor pode se tranquilizar, pois o Cavalo de Aço vai estar em campo ano que vem.
Já o ex-presidente do Cavalo de Aço, Edivaldo Cardoso esclarece que prestou contas sobre o caixa do clube no ano de 2013, no qual a dívida estava em R$ 48 mil. E que ele e o atual presidente não estão brigados.
Casa do atleta
O presidente do clube, José Carneiro, está buscando o apoio dos empresários para que possa ser construída a “Casa do Atleta” em Imperatriz, no qual o time saia do aluguel das casas, e não volte a ter o transtorno que houve neste ano.
Edivaldo Cardoso explica que os jogadores que moravam aqui foram contratados por outros clubes e a “Casa do Atleta” foi criada para manter apenas oito jogadores, porém, devido a isso chegou a ter 15 jogadores de fora e tiveram que alugar outra casa.

, que tem mais de cinco décadas, foi fundado em 1962 ,passou por mudanças em seu nome. Inicialmente chamava-se Sociedade Atlética Imperatriz, no ano de 2000 passou a ser Sociedade Imperatriz de Desportos (SID) e, depois disso, popularizou-se como Cavalo de Aço.
O presidente do SID, José Carneiro, conhecido como ’’Buzuca’’ explica que quando assumiu o time, neste ano, sabia de todas as pressões que iria viver nesta tormenta que o clube passa fora de campo, porém, nega que o time está em crise.
Devo, não nego
Segundo o presidente do clube, é difícil conseguir apoio com o time na inatividade, mas, no ano que vem a situação do Cavalo de Aço vai mudar. O time volta a campo, enquanto o presidente tenta fechar patrocínios para controlar a situação financeira do time.
"Nós estamos buscando parcerias para que no futuro o Cavalo de Aço tenha um patrimônio e possa sim ter o nome limpo na cidade e no Estado do Maranhão", afirma o presidente.
O atual presidente do clube, Buzuca relata que algumas dívidas do time ele desconhecia, por isso, pediu um levantamento minucioso para o ex-presidente do time, Edivaldo Cardoso, todavia pretende pagar a todos os credores do Cavalo de Aço.
’’Edivaldo foi um homem corajoso, fez até um time bom, mas infelizmente não teve apoio, e o que restou foram às dívidas. Mas, não posso ser crucificado por dívidas que foram feitas na gestão anterior’’, diz Buzuca.
O ex-presidente Edivaldo Cardoso, que comandou o clube de 2012 ao primeiro semestre deste ano, afirma que deixou o time com uma dívida de R$180 mil e saiu de sua gestão prejudicado.
Boatos sobre o futuro do time
O presidente do SID, José Carneiro, desmente todos os boatos veiculados na cidade afirmando que devido à dívida do time, o Cavalo de Aço poderá não disputar os campeonatos de 2015. Segundo ele, o torcedor pode se tranquilizar, pois o Cavalo de Aço vai estar em campo ano que vem.
Já o ex-presidente do Cavalo de Aço, Edivaldo Cardoso esclarece que prestou contas sobre o caixa do clube no ano de 2013, no qual a dívida estava em R$ 48 mil. E que ele e o atual presidente não estão brigados.
Casa do atleta
O presidente do clube, José Carneiro, está buscando o apoio dos empresários para que possa ser construída a “Casa do Atleta” em Imperatriz, no qual o time saia do aluguel das casas, e não volte a ter o transtorno que houve neste ano.
Edivaldo Cardoso explica que os jogadores que moravam aqui foram contratados por outros clubes e a “Casa do Atleta” foi criada para manter apenas oito jogadores, porém, devido a isso chegou a ter 15 jogadores de fora e tiveram que alugar outra casa.

ESTADUAL SÉRIE B Sabiá dispara na liderança da Segundinha Maranhense





Biné Morais / O Estado
SÃO LUÍS – No último sábado (9), foi realizada a segunda rodada da fase de grupos do Campeonato Maranhense Série B, que conta com a participação de sete times e que premiará os dois finalistas com as vagas para a disputa na elite estadual em 2015. Enquanto o grupo A, que conta apenas com equipes de São Luís, conta com um equilíbrio total entre os participantes, o Sabiá disparou na liderança do grupo B, que conta apenas com equipes do interior maranhense.
Na rodada dupla disputada no Estádio Nhozinho Santos, as primeiras equipes a entrar em campo foram Babaçu e Boa Vontade. Após vencer na estreia, o ECBV precisava de um novo triunfo para encaminhar a classificação, mas foi surpreendido e acabou sendo derrotado por 2 a 1. Foi a primeira vitória do Babaçu na Segundinha.
No duelo seguinte, foi a vez de Expressinho e Americano medirem forças. Depois da derrota na estreia, o Expressinho mostrou evolução e conseguiu uma importante vitória por 2 a 0, que lhe colocou na liderança do grupo A, por ter saldo de gols superior ao de seus adversários.
Enquanto as equipes da capital se enfrentavam, o Sabiá tratou de ampliar a sua vantagem no grupo B e praticamente garantir a sua vaga nas semifinais. Atuandoem casa, no Estádio Duque de Caxias, o Sabiá não deu chances ao time da Itapecuruense e venceu por 4 a 1. Destaque do time caxiense, o atacante Ítalomarcou duas vezes e disparou na artilharia da Segundinha, com quatro gols marcados.
A terceira rodada do Campeonato Maranhense Série B será realizada na quarta-feira (13), com mais três partidas. Em nova rodada dupla no Nhozinho Santos, o Babaçu enfrentará o Expressinho, enquanto Boa Vontade e Americano fazem o segundo confronto. Os jogos terão início às 16h. No interior, Itapecuruense e Timon disputam a vice-liderança do grupo B.


Diretor de futebol afirma que o Moto fará amistosos durante o período sem jogos na Série D

O próximo jogo do Moto só será no dia 31 de agosto diante do mesmo River (PI), só que desta vez em casa. Isso se dá pelo fato do Papão ser o último a folgar no turno do grupo A2 e o primeiro do returno. Com isso serão duas rodadas sem o time maranhense em campo e exatamente três semanas sem jogos. Mas segundo o diretor de futebol do Moto, a equipe não treinará somente com coletivos.

"Vamos ter que fazer amistosos", declarou Dadá.

Segundo o mesmo, os amistosos terão um papel maior do que somente não deixar a equipe perder o ritmo.

"Vai servir também para ajustar algumas coisas no time", completou.

O Moto é o líder do grupo A2 com seis pontos, mas possui um jogo a mais do que toddos os outros quatro clubes. Somente dois avançam para a fase de mata-mata da Série D.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

CT MARAVILHA BI-CAMPEÃO SUB 17 DA COPA NORTE EM ARAGUAÍNA-TO


Por: Roberto Reis.
Uma conquista valorizada pela grande qualidade da equipe adversária na final, o JV Lideral de Imperatriz, a mesma equipe a qual perdemos a final em 2013 no estádio Mirandão, a decisão nos penalts confirmou o equilíbrio entre as duas equipes, e desta vez fomos felizes.
Mesmo com alguns garotos contundidos, os mesmos foram para o jogo e honraram a camisa do CT, garotos que nos orgulham imensamente, e representam nossa cidade e nosso estado com dignidade.
Tivemos dificuldade em montar o time, alguns atletas da nossa equipe não viajaram e desfalcou a nossa equipe, e mesmo assim acreditamos no grupo que viajou e se colocou a disposição do time.
O CT Maravilha foi reforçado pelos atletas Elias, Amilton, Ronald e Thaynan, além do atleta Amaral do sub 19, todos do MARÍLIA de Imperatriz/MA, nossos agradecimentos à esses qualificados atletas, dedicados, disciplinados e competentes, e à diretoria do Marília representada pelo amigo Manoel Bonfim e à comissão técnica representada pelo amigo Jacó.
Uma viagem com muitas dificuldades, contamos com ajuda financeira dos pais dos nossos atletas e ajuda de alguns comerciantes com alimentação, valorizando ainda mais essa conquista.
É uma imensa felicidade poder representar nosso município com amor e respeito que merece, jogamos com humildade e compromisso para a família CT Maravilha, para nossa cidade e para nosso estado.
O nosso time sub 19 foi até à semifinal, mas infelizmente não obtivemos a mesma felicidade do sub 17, mas merecem o nosso reconhecimento, não fizeram feio, e todos são campeões, somos um grupo unido, somos uma família que mesmo nos momentos de dificuldades, encontramos força para romper as barreiras e seguir em busca do sucesso.
Obrigado Senhor!
Nossos agradecimentos às mães Adirce e Conceição e a jovem Maria Alice que garantiram a alimentação e bem estar aos nossos atletas, à todos nossos guerreiros atletas e familiares, nossa diretoria, nossa comissão técnica, torcedores e colaboradores, às escolas estaduais por permitir que seus alunos atletas da nossa equipe viajassem para a competição, ao motorista da empresa Rápido Real Sr. Antônio, responsável e amigo, que já se tornou um torcedor fanático e Pé quente.
Agradecer o povo hospitaleiro de Araguaína pela receptividade, em especial funcionários (as) da Escola CAÍC, comissão organizadora e de Arbitragem da Copa Norte. Parabenizar as equipes participantes de diversos estados brasileiros, nem todas levam o troféu, mas saem campeãs na perseverança e na dedicação em oferecer oportunidades da prática do esporte e lazer a crianças, adolescentes e jovens.
Obrigado Senhor por mais esta conquista, iremos continuar oferecendo oportunidades para nossos garotos sentir alegria e felicidade, a inclusão social na formação do cidadão é o nosso objetivo. Formar Atleta Cidadãos!
Obrigado Senhor! Obrigado Senhor! Obrigado Senhor nosso Deus!

Taffarel e Mauro Silva compõem comissão técnica e aumentam geração de 1994 na Seleção !

Após a CBF oficializar o retorno de Dunga ao comando da seleção brasileira, novos nomes da nova comissão técnica foram divulgados  pelo próprio treinador e o coordenador-geral Gilmar Rinaldi. Ao que parece, o planejamento visando à Copa de 2018 tem o retrovisor virado para o tetra em 1994. Além dos próprios Dunga e Gilmar, outros dois ex-jogadores campeões do mundo nos Estados Unidos também voltarão a trabalhar com a equipe nacional.

Olheiro de Dunga na Copa da África do Sul em 2010, Taffarel será o novo preparador de goleiros - função que vinha exercendo no Galatasaray, da Turquia. Porém, a maior novidade foi a presença de Mauro Silva, que fez dupla de volantes com Dunga no tetra em 1994. No entanto, por enquanto, a sua presença ainda não é em definitivo. O ex-jogador foi convidado para trabalhar como assistente-técnico apenas nos dois próximos amistosos do Brasil, contra Colômbia e Equador, em setembro, nos Estados Unidos.

"Mauro Silva será um auxiliar-técnico pontual. Teremos alguns jogadores convidados para nos ajudar. E Mauro Silva foi o primeiro convidado para esses nossos primeiros jogos", afirmou Gilmar Rinaldi.

O restante da comissão técnica do Brasil será formado por Andrey Lopes, o Cebola, que trabalhou com Dunga no Internacional em 2013 e será o auxiliar técnico titular, além de Fábio Mahseredjian como preparador físico, substituindo Paulo Paixão. Rodrigo Lasmar, do Atlético-MG,foi o único remanescente e continua no departamento médico.

Veja a nova lista de profissionais da Seleção
Coordenador técnico - Gilmar Rinaldi
Técnico - Dunga
Assistente técnico - Andrey Lopes
Assistente técnico pontual - Mauro Silva
Preparador físico - Fabio Mahseredjian
Preparador de goleiros - Claudio Taffarel
Médico - Rodrigo Lasmar
Fisioterapeuta - Odir de Souza
Administrador - Guilherme Ribeiro
Assessor de comunicação e imprensa - Vinicius Rodrigues
Analista de desempenho tático - Fernando Lázaro Alves
Chefe de segurança - Moacyr Alcoforado
Massagista - Sergio Luís Oliveira
Roupeiro - Manuel Carvalho de Souza
Roupeiro - Waldecir Leandro do Nascimento

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Especialista exalta importância da corrida para o coração

O médico cardiologista José Bonifácio Barbosa, que já foi adepto à corrida – e só abandonou a modalidade por um problema no joelho –, exalta, em entrevista ao ImiranteEsporte.com, a importância da corrida. "Qualquer atividade física é boa para o coração. Porém, para você se beneficiar mais, você tem que fazer uma atividade física mais intensa, com maior perda de calorias. Para você perder peso, a atividade física tem que ser intensa. Para você manter preso ou evitar o aumento de peso, você pode fazer caminhadas ou corridas moderadas", diz. Com a atividade, explica o especialista, o adepto à modalidade diminui os triglicerídeos – tipo de gordura presente no sangue que aumenta o risco de doenças cardíacas –; aumenta o HDL – considerado o colesterol bom –; diminui processo inflamatório, ou seja, reduz a possibilidade de aparecimento de substâncias que facilitam a formação da placa de gordura; melhora o estresse físico; previne e retarda o aparecimento de hipertensão arterial e diabetes; além de desenvolver a persistência e disciplina. "E é barato. Você compra um tênis para fazer atividade física, e ele dura meses e meses, ou até anos", completa Barbosa.
Foto: Biaman Prado / O Estado (arquivo).
Ele, entretanto, alerta que, para iniciar uma atividade física de alta intensidade, é necessário o acompanhamento de um especialista, para avaliar as condições físicas e cardiovasculares com exames mais aprofundados. Por sua vez, com a saúde em dia, os interessados podem se render a uma das modalidades esportivas mais democráticas que existem. "Uma corrida dessa estimula toda a população a fazer atividade física. Esse é que é o grande objetivo: chamar a atenção para a necessidade da pessoa se mexer. Como eu digo, quanto mais horas sentadas, menos dias de vida. Então, é importante que todos façam atividades físicas", exalta.

Veja as movimentações do mercado no futebol brasileiro durante a Copa

Kaká, Maicosuel, Manoel e Giuliano são alguns dos nomes que reforçam os grandes clubes do futebol brasileiro
Kaká, Maicosuel, Manoel e Giuliano são alguns dos nomes que reforçam os grandes clubes do futebol brasileiro
O futebol não para no Brasil. Terminada a Copa do Mundo, agora os holofotes se voltam ao Campeonato Brasileiro, que recomeça nesta quarta-feira. Os clubes utilizaram o período sabático para reforçar o elenco. Todos os 20 foram ao mercado. Destaque para o São Paulo, que repatriou Kaká. Cruzeiro e Galo também se reforçaram.

Líder do campeonato com 19 pontos, o Cruzeiro anunciou Marquinhos (Vitória), Neilton (Santos) e Manoel (Atlético-PR). Por outro lado, Wallace, Martinuccio, Elber e Souza não fazem mais parte do grupo de Marcelo Oliveira.

O Galo, por sua vez, foi mais econômico. Apenas Maicosuel chegou à Cidade do Galo. Sem espaço, Richarlyson, Neto Berola, Otamendi, Lee e Rosinei saíram.

A grande novidade dessa janela foi a volta de Kaká ao São Paulo. O meia deixou o Milan e assinou contrato com o Orlando City, dos Estados Unidos. O clube norte-americano o emprestou por seis meses ao São Paulo até que a temporada da Major League Soccer comece.

No Sul, o Grêmio investiu alto. O Tricolor contratou Giuliano (Dnipro) Fernandinho (Atlético), Fellipe Bastos (Vasco) e Matias Rodriguez (Sampdoria). Já o rival Inter anunciou apenas dois reforços: Martín Luque (Colón) e Wellington Silva (Fluminense).

O destaque no Rio de Janeiro é para o Fluminense. O time de Cristóvão Borges terá o reforço de Cícero para a sequencia da temporada.

Confira o mercado de todos os clubes da Série A:

Atlético
Quem chegou - Maicosuel
Quem saiu – Richarlyson, Neto Berola, Otamendi, Lee e Rosinei

Atlético-PR
Quem chegou – Doriva (treinador) e Dellatorre
Quem saiu – Carlos César, Manoel, Zezinho, Felipe, Crislan

Bahia
Quem chegou – Adaílton, Marcos Aurélio e Leo Gago
Quem saiu – Rafael Gladiador, Lenine, Macone, Talisca, Anderson Mello e Diego Felipe

Botafogo
Quem chegou
 – Rogério, João Gabriel e Yuri Mamute
Quem saiu – Lodeiro, Mário Risso e Sassá

Chapecoense
Quem chegou 
– Bruno Rangel, Zezinho, Rychely, Enrique Meza
Quem saiu – Régis, Willian Arão, Bruno Colaço e Lauro

Corinthians
Quem chegou
 – Lodeiro, Anderson Martins e Ángel Romero
Quem saiu –Júlio César e Guilherme

Coritiba
Quem chegou – Martinuccio, Élber e Hélder
Quem saiu – Abner, Victor Ferraz e Moacir

Criciúma
Quem chegou – Higor, Danilo, Zé Carlos e Michael
Quem saiu – Rodrigo Silva, Everton, Rômulo e Victor Michel

Cruzeiro
Quem chegou – Marquinhos, Neilton e Manoel
Quem saiu – Wallace, Martinuccio, Elber e Souza

Figueirense
Quem chegou – Kleber, Roberto Cereceda, Felipe, Moacir, Mazola e Willian Cordeiro
Quem saiu – Everton Santos, Neto e Arthur

Flamengo
Quem chegou – Canteiros
Quem saiu – Carlos Eduardo e Caio Rangel

Fluminense
Quem chegou – Cícero e Henrique
Quem saiu – Michael, Leandro Euzébio, Higor Leite, Willian, Marcos Junior e Ronan

Goiás
Quem chegou – Bruno Mineiro, Moises e Léo Veloso
Quem saiu – Vitor e Rychely

Grêmio
Quem chegou – Matias Rodrígues, Giuliano, Fernandinho, Fellipe Bastos e Luís Fellipe
Quem saiu – Kleber, Yuri Mamute, Moisés e Adriano

Inter
Quem chegou – Martín Luque e Wellington Silva

Palmeiras
Quem chegou – Fernando Tobio e Pablo Mouche
Quem saiu – Tiago Alves e Miguel

Santos
Quem chegou – Souza e Victor Ferraz
Quem saiu – Bruno Peres, Victor Andrade, Tiago Alves, Lucas Otávio, Neílton e Cícero

São Paulo
Quem chegou – Kaká, Alan Kardec e Rafael Tolói
Quem saiu – Dorlan Pabón

Sport
Quem chegou – Régis, Willian, Vitor, Augusto, Bruninho
Quem saiu – Bileu, Enrique Meza, Diego Maurício, Robert Flores e Marcelo Cordeiro

Vitória
Quem chegou
 – Richarlyson, Marcinho, Adriano, Marcos Junior, Victor Ramos, Kadu
Quem saiu – Souza, Douglas, Rodrigo Defendi, Ferrari e Marquinhos

Revoltado, torcedor tatua os 7 a 1 da Alemanha no Brasil

A eliminação da Seleção na Copa do Mundo em casa ficará para sempre marcada na pele do torneiro mecânico Matheus Ribeiro Simões, de 31 anos. E isso não é força de expressão. Morador de Piracicaba, no interior de São Paulo, ele tatuou na coxa esquerda as bandeiras da Alemanha e do Brasil e ainda o resultado da partida: 7 a 1. A ação foi motivada por revolta de pai: ao ver o sofrimento da filha Beatriz Ribeiro, de oito anos, decidiu eternizar o resultado desastroso.
– Marcou muito vê-la chorar de soluçar, decepcionada com a derrota da Seleção. Fiquei revoltado com o sofrimento da Bia. Ela é da geração que nunca viu o Brasil vencer uma Copa do Mundo e esperava que o time vencesse também por ela, como era dito nos meios de comunicação. Quando ela começou a chorar, de forma inconsolável com o resultado, fiquei furioso e decidi tatuar. Nunca tinha visto ela agir dessa maneira por uma decepção e, por isso, decidi guardar esse momento para sempre – disse o torcedor.
(Foto: Fernanda Zanetti / G1)(Foto: Fernanda Zanetti / G1)
Simões conta que, como em todos os jogos da seleção brasileira, Bia estava brincando no começo da partida e correu para ver quando o pai gritou que a Alemanha havia feito o primeiro gol.
– Ela voltou a brincar. Mas quando gritei que a Alemanha tinha feito o segundo gol, a Bia sentou ao meu lado e começou a assistir à partida. Então, ao ver o terceiro gol contra o Brasil, ela cobriu o próprio rosto. Achei que estava fazendo gracinhas. Ela ficou com o rosto coberto no quarto e ainda no quinto gol. Então tirei o cobertor e vi ela chorando – relatou.
Assim que acabou o jogo, Simões pediu para a mulher Andreia Tatto, que trabalha como tatuadora, fazer o desenho.
– Não estava acreditando que ele iria tatuar o placar. Fiquei enrolando dias para fazer a tatuagem nele. Mas como foi um momento marcante para ele, aceitei a decisão – disse a mulher.
O desenho foi feito próximo a um coração escrito Bia, desenhado pela própria garota, em junho de 2013, um ano antes do Mundial.
– Até o local da tatuagem foi pensado. Seria ao lado do desenho dela porque esse jogo representa o sofrimento da nossa filha. E, como eu brinco, a perna esquerda é da Bia – completou o pai, ao transformar a maior derrota da Seleção em uma marca eterna.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Empate faz Felipão perder 100% por Brasil em competições da Fifa

Gazeta Esportiva

empate por 0 a 0 contra o México tirou de Luiz Felipe Scolari um retrospecto impecável no comando da Seleção Brasileira em competiçõesorganizadas pela Fifa. Desde sua primeira passagem à frente do Brasil, o treinador acumulou uma sequência de 13 vitórias em torneios da entidade máxima do futebol.
A primeira competição foi a Copa do Mundo de 2002, quando Felipão se sagrou campeão coma Seleção vencendo os sete compromissos. Depois do pentacampeonato, o treinador deixou o Brasil e só reassumiu a equipe verde e amarela no fim de 2012.
Assim, Felipão voltou a disputar um torneio da Fifa na Copa das Confederações do ano passado, triunfando também contra os cinco adversários para conquistar o título. A sequência chegou ao 13º jogo com o resultado positivo obtido na estreia desta Copa do Mundo, contra a Croácia.
Apesar de ter perdido os 100% de aproveitamento, Felipão segue invicto pelo Brasil em competições da Fifa. A próxima partida da Seleção nesta Copa do Mundo será na segunda-feira, diante de Camarões, em Brasília.